Pinto Bandeira

Pinto Bandeira

Pinto Bandeira / Brasil

Apresentação

A chegada dos imigrantes italianos no final do século XIX deu novo rumo aos destinos da Serra Gaúcha, transformando-a no mais importante polo de produção de vinhos do Brasil

Os espumantes são o grande chamariz da Serra Gaúcha, mas estas terras também originam ótimos tintos, especialmente a partir da uva Merlot, e brancos aromáticos e vibrantes. São vinhos reconhecidos pela distinção, sendo mais elegantes e frescos do que a maioria dos exemplares elaborados na América do Sul. Isso tem a ver com o clima temperado e o solo basálticodesta serra tão particular do BrasilA Serra Gaúcha representa cerca de 85% de toda a produção nacional de vinhos – e eles estão cada vez melhores!

Quem diria que no “país tropical” haveria condições para se elaborar vinhos de nível internacional. A ousadia coube aos imigrantes italianos que, a partir de 1875, se instalaram por aqui, disseminando a cultura da videira e a produção de tintos e brancos de qualidade.

Entre os vários polos vitivinícolas da Serra Gaúcha, a região do Vale dos Vinhedos desponta como pioneira em qualidade – foi a primeira a conquistar o rigoroso grau de Denominação de Origem (DO), em 2012, que é concedido a regiões capazes de gerar vinhos de alto nível e autênticos. A 742 metros de altitude média, o Vale dos Vinhedos fica no nordeste do Rio Grande do Sul,abrangendo áreas das cidades de Bento Gonçalves e Garibaldi e uma pequena parte de Monte Belo do Sul. Os produtores instalados aqui vão desde cantinas familiares com filosofia artesanal a grandes empreendimentos.

Também convém ter no radar outras zonas da Serra Gaúcha: Pinto Bandeira, famosa pelos excelentes espumantes; além de Farroupilha, onde reina a uva Moscatel que dá origem a vinhos perfumados — desde espumantes a brancos secos e doces; Monte Belo do Sul e Altos Montes. Essas quatro regiões já ostentam o selo de Indicação de Procedência (IP) – que é um degrau anterior ao de Denominação de Origem.

Produtos da região de pinto bandeira