Vale de Malleco / CHILE
Chile

Vale de Malleco / CHILE

Apresentação

 

Vale de Malleco, no extremo sul do Chile, é a antítese do que se pode esperar de uma região vitivinícola – chuvosa, fria e com solos férteis. Mesmo assim, dá origem a alguns dos mais celebrados novos vinhos do país – aventure-se com eles!

 

Vale de Malleco, definitivamente, não é um território para produtores preguiçosos. Com uma média de 1.000 milímetros de chuva por ano que ameaça a época da colheita, a influência dos ventos frios do Pacífico e coberto de solos férteis, de origem aluvial e lacustre, seus vinhedos exigem muito trabalho.

 

Então, o que tem levado alguns produtores audaciosos a se instalarem nessa região extrema? Resposta: a ”caçada” por terroirs capazes de originar novos sabores no universo do vinho chileno. E, apesar do cenário contraditório para a produção de vinhos de qualidade, Malleco tem surpreendido.

 

Os ventos frios do Pacífico, na verdade, são bem-vindos, pois ajudam a espantar a umidade, mantendo as videiras saudáveis. Já a difícil floração funciona controlando o rendimento e gerando bagos com boa concentração. Ou seja, o que à primeira vista parece uma adversidade, acaba trazendo benefícios.

 

O vinho que rompeu paradigmas, revelando ao mundo o potencial do Vale de Malleco, foi o Sol de Sol Chardonnay, da Viña Aquitania —  um frequente arrematador de prêmios no Guia Descorchados. Seu vinhedo foi plantada em 1995, em Traiguén, a 650 quilômetros ao sul de Santiago. Atualmente, a vinícola também explora outras uvas, como Pinot Noir e Sauvignon Blanc.

 

Outros produtores seguiram o exemplo da Aquitania, fazendo de Malleco uma espécie de “nova fronteira” do vinho chileno. Há quem compare Malleco à região do Oregon, nos Estados Unidos, pela sua aptidão em originar ótimos Pinot Noir e Chardonnay

Produtos da região de Vale de Malleco