Ribera del duero / ESPANHA
Espanha

Ribera del duero / ESPANHA

Apresentação

Nestas terras onde Miguel de Cervantes começou a escrever Dom Quixote, surgiu um dos mais aclamados tintos da história: o Vega-Sicilia

 

O mesmo rio que atravessa a região do vinho do Porto, no norte de Portugal, desaguando no Atlântico, é o protagonista neste grande vale vitivinícola espanhol. Na “terrinha”, ele atende por Douro; na Espanha é Duero. Apesar de mundialmente famosa por ser berço de um dos ícones do mundo do vinho – o tinto Vega-Sicilia –, Ribera del Duero ganhou reputação recentemente. Apenas em 1982 foi classificada como denominação de origem.

 

Tamanha é, hoje, a notoriedade dessa região – ela rivaliza com Rioja no posto de melhor zona de vinhos da Espanha –, que dificilmente alguém imaginaria que, até os anos 1980, o vinho produzido em Ribera del Duero não tinha a menor graça, era ordinário e barato. A reviravolta aconteceu graças, especialmente, a dois produtores visionários, que investiram em qualidade: Vega-Sicilia e Pesquera. O sucesso de seus tintos acabou incentivando um novo movimento entre os vinhateiros locais, alçando Ribera del Duero à elite do vinho espanhol – e mundial!

 

Localizada no norte da Espanha, na província de Castilla y León, a 850 metros de altitude, Ribera del Duero é marcada por um clima hostil, quente demais no verão, mas com noites frescas, e muito frio no inverno. A presença do rio ajuda a controlar os extremos. Já os solos exibem elementos como areia, calcário e rochas. Esta é uma terra de tintos por excelência, sendo a uva Tempranillo onipresente. Ela pode surgir como Tinto Fino ou Tinto del País, que são variações genéticas da Tempranillo. Também é possível encontrar outras cepas nos vinhedos da região, como Garnacha, Cabernet, Merlot e Malbec, mas elas são apenas coadjuvantes.

 

Os melhores tintos de Ribera del Duero são concentrados, intensos, estruturados e complexos, com muitas camadas de aromas, e prometem envelhecer por vários anos.

Produtos da região de Ribera del duero