Córsega / França
França

Córsega / França

Apresentação

Os vinhos da ilha da Córsega estão, finalmente, atravessando os mares e chegando até nós! Se você nunca provou um vinho desta ilha mediterrânica, não sabe o que está perdendo – ou a revista inglesa Decanter não teria chamado os vinhos da Córsega de “segredo bem guardado”. Que tal começar explorar este segredo?

 Em pleno mar Mediterrâneo, a oeste da Itália e vizinha à Sardenha, este antigo território italiano pertence, desde 1768, à França – é o local de nascimento de ninguém menos que Napoleão Bonaparte! Pouco povoada, a Córsega tem 1/3 de seu território protegido como reserva natural. Sua vocação é o turismo, mas as videiras são mais um atrativo neste cantinho paradisíaco do mundo.

Montanhosa e ensolarada, a Córsega guarda cepas únicas.  A mais importante delas é a uva tinta Niellucciu, que perntence à família da famosa Sangiovese. Outra protagonista nesta ilha é a Sciacarello, mas também surgem nos vinhedos uvas mais populares, como Syrah, Grenache, Carignan e Cinsault. Entre as brancas, o grande destaque é a Vermentino. Por aí já dá para notar que a influência italiana nos vinhos é ainda muito relevante.

A vitivinicultura da Córsega foi impulsionada, especialmente, pela chegada dos Pied-Noirs, os cidadãos de ascendência francesa que imigraram para a ilha assim que a Argélia se tornou independente, em 1962. Foram estes produtores “forasteiros” que introduziram nos vinhedos da Córsega as uvas internacionais e começaram a elaborar blends com as cepas nativas.

Entre as denominações de origem mais importantes está a Vin de Corse, ou Corse, simplesmente, que cobre todo o território da ilha. Há denominações mais nobres e específicas, como Patrimonio e Ajaccio. Também é possível encontrar a indicação Ille de Beauté na garrafa, que é usada em vinhos mais simples. Os vinhos da Córsega ainda são raridade por aqui, mas vale a pena prová-los e descobrir seu caráter único.

Produtos da região de Córsega