Lisboa

Lisboa

Lisboa / PORTUGAL

Apresentação

Seus tintos e brancos de caráter atlântico, frescos e sedutores, são cada vez mais frequentes por aqui e figuram como excelentes pedidas para quem procura vinhos gostosos por um bom preço.

 

A região vitivinícola de Lisboa era, até 2008, conhecida como Estremadura. Parte dela espalha-se pelo litoral, a norte da capital portuguesa, e por causa da proximidade do Atlântico – e da brisa fresca que chega do mar —  tem aptidão para gerar vinhos elegantes e sedutores. Outra parte, situa-se mais para o interior, sendo protegida por montanhas, e também produz vinhos muito bons. Os solos podem ser argilo-calcários e argilo-arenosos e o clima é ameno.

Lisboa abriga nada menos que nove denominações de origem. Carcavelos, localidade que fica no litoral encostado à capital – na conhecida “Linha” –, é historicamente famosa por causa de seu vinho licoroso, mas que é muito difícil de encontrar hoje em dia. Colares, uma vila entre Cascais e Sintra, tem solos de areia e está renascendo com seus autênticos tintos da uva Ramisco. Bucelas ganhou notoriedade pelos brancos aromáticos e frescos, elaborados com a uva Arinto.

Mas os vinhos mais famosos são produzidos mais a norte – na DOC Alenquer – e, muitos deles, a partir de uvas internacionais, como Syrah, Cabernet Sauvignon e Chardonnay. Já as uvas portuguesas mais comuns por aqui são as tintas Aragonez, Castelão, Touriga Nacional, Tinta Miúda, Touriga Franca e Trincadeira. Entre as brancas, Arinto, Fernão Pires, Malvasia e Vital. Vale lembrar que além de tintos, brancos e rosés, Lisboa elabora também ótimos espumantes.

Vinhos à parte, a região é um tesouro histórico. Estão aqui alguns monumentos considerados entre as “7 Maravilhas de Portugal”: o Castelo de Óbidos e os mosteiros da Batalha e Alcobaça.

Produtos da região de lisboa