Tejo

Tejo

Tejo / PORTUGAL

Apresentação

Conhecida até 2008 como Ribatejo, a região vitivinícola do Tejo vem ganhando destaque graças a uma recente safra de tintos e brancos macios e frutados – são ótimas opções para o dia a dia pela imbatível relação qualidade-preço que oferecem.

 

Localizada ao redor do Rio Tejo, esta região portuguesa foi criada em 1936 com o nome de Ribatejo. Em 2008, passou a se chamar Tejo e, nos últimos anos, vem se firmando como uma das bem-vindas novidades de Portugal com seus tintos e brancos maduros e macios e que têm um preço bastante atraente.

Graças a um maior conhecimento de seu terroir; do aprimoramento das técnicas de cultivo e vinificação, além de uma nova geração de enólogos e produtores talentosos, o Tejo vem fazendo bonito no mundo do vinho.

O clima é moderado e as características do solo variam conforme as diferentes áreas. Na Charneca, mais a sul, os solos são arenosos; no Bairro, a norte, predominam os solos argilo-calcários; e no Campo, que são as planícies que escoltam o Rio Tejo, os solos são de aluvião, misturando areia, cascalho e argila. Entre as variedades de uvas que melhor se adaptaram à região estão Castelão, Trincadeira, Aragonez e Touriga Nacional, entre as tintas; e Fernão Pires, Arinto, Chardonnay e Sauvignon Blanc, no elenco das brancas.

Produtos da região de tejo