Vinho Tinto Gran Enemigo Single Vineyard Gualtallary 2013

Vinho Tinto Gran Enemigo Single Vineyard Gualtallary 2013

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars Loading...

Com 100 pontos – a nota máxima de Robert Parker – na safra 2013, o Vinho Tinto Gran Enemigo Single Vineyard Gualtallary é uma homenagem do genial enólogo Alejandro Vigil ao estilo dos vinhos do Pomerol, em Bordeaux, que têm a uva Cabernet Franc no corte. Neste maravilhoso Vinho Tinto argentino, ela compõe 85% da mescla, sendo os outros 15% de Malbec. As uvas são selecionadas em vinhedos de altitude, plantados a 1.470 metros acima do nível do mar em Gualtallary, Tupungato – uma das mais nobres subregiões de Mendoza. O resultado é um Vinho Tinto intenso em aromas e sabores, combinando as notas de frutas pretas com especiarias doces, pimenta preta e menta. A maturação em barricas francesas agrega toques de chocolate e baunilha. Trata-se de um vinho argentino cheio de caráter e, ao mesmo tempo, com uma textura de taninos finos e ótima estrutura e persistência. Para se elaborar um vinho desta qualidade, a produção, obviamente, é bem pequena – apenas 3.000 garrafas de Gran Enemigo Single Vineyard Gualtallary foram produzidas na safra 2013.

Pontuação: 100 pontos Robert Parker
Pontuação: 99 pontos James Suckling
País: ARGENTINA Argentina
Região: Mendoza
Produtor: Bodegas Aleanna | Alejandro Vigil & Adrianna Catena
Tipo: Tinto
Teor alcoolico: 13,9%
Tamanho da garrafa: 750ml
Temperatura de serviço: 18° a 20° C

Em até 3x de R$224,33 s/ juros

Mendoza
Mendoza

Vinificação

As uvas Cabernet Franc e Malbec são cultivadas em vinhedos de altitude, em Gualtallary, Tupungato, e a colheita é realizada em quatro diferentes etapas, o que possibilita atingir o ponto ótimo de maturação. A fermentação alcoólica acontece em barricas usadas, com temperatura controlada. No final, o vinho matura durante sete meses em barricas de carvalho francês.

Harmonização

Carnes e alta gastronomia.

Sobre a vinícola

El Enemigo é o projeto pessoal de Alejandro Vigil, enólogo-chefe de Catena Zapata, em parceria com a historiadora Adrianna Catena, filha mais nova de Nicolás Catena. Os dois se definem como “românticos”, compartilham o respeito pelas tradições e a irreverência necessária para romper com o status quo e, em 2008, decidiram produzir vinhos juntos. Tendo à disposição uma ampla gama dos melhores vinhedos da região de Mendoza, pertencentes à família Catena, Alejandro Vigil selecionou parcelas específicas que pudessem dar origem a vinhos tintos e vinhos brancos com uma personalidade distinta dos talhados por ele em Catena Zapata e sem paridade em toda a Argentina. Os vinhos tintos mostram bastante nervo, taninos abundantes e um caráter deliciosamente selvagem. Os vinhos brancos também são cheios de caráter. Atualmente, a El Enemigo produz cerca de 160.000 garrafas por safra, tendo a uva Cabernet Franc como protagonista, mas também há ótimos exemplares de Bonarda e Chardonnay.