Vinho Altos Las Hormigas Tinto 2017

Vinho Altos Las Hormigas Tinto 2017

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars Loading...

O Vinho Altos Las Hormigas Tinto é um excelente Vinho Argentino da renomada região vitivinícola de Mendoza. Um blend das cepas Malbec, Bonarda e Sémillon de coloração rubi profunda e brilhante. No nariz revela aromas de frutas vermelhas maduras, como cereja e framboesa, notas de especiarias e um toque cítrico de tangerina. Um Vinho Tinto refrescante e fácil de beber. Em boca, apresenta boa acidez, taninos maduros e um final longo e suave.

País: ARGENTINA Argentina
Região: Mendoza
Produtor: Viña Altos Las Hormigas
Tipo: Tinto
Teor alcoolico: 13,5%
Tamanho da garrafa: 750 ml
Temperatura de serviço: 15 a 18ºC


Em até 3x de R$26,63 s/ juros

Mendoza
Mendoza

Vinificação

Produzido com uvas das cepas Malbec, Bonarda e Semillón, oriundas de vinhedos de Luján de Cuyo e Medrano, na região vitivinícola de Mendoza, Argentina. As uvas são colhidas e selecionadas manualmente. As cepas Malbec e Semillón passam pelo processo de co-fermentação, enquanto a cepa Bonarda é vinificada separadamente antes do blend final. A fermentação ocorre em tanques de aço inox com leveduras indígenas, sob temperatura controlada de 24°C a 28°C, por um período de dez dias. O vinho estagia em tanques de concreto por um período mínimo de nove meses.

Harmonização

Um ótimo companheiro para pratos da culinária mediterrânea e pratos com tomate e beringela. Também pode ser apreciado sozinho.

Sobre a vinícola

Em 1995, o famoso enólogo italiano Alberto Antonini descobriu o potencial da uva Malbec na região de Mendoza. Foi nesse ano que ele, ao lado de Antonio Morescalchi, um jovem empresário, decidiu explorar as principais áreas vitivinícolas da Argentina, criando uma das mais respeitadas vinícolas do país, a Altos Las Hormigas. Os dois logo investiram em mais de 200 hectares de terras no distrito de Carrizal de Abajo, em Luján de Cuyo. O nome da vinícola foi inspirado numa simples constatação: quando iniciaram o cultivo das vinhas, perceberam que próximo a elas surgiam colônias de formigas, que se alimentavam dos brotos das videiras recém-plantadas. Entenderam, assim, que as formigas eram parte do ecossistema e as deixaram no campo, privilegiando uma viticultura e vinificação de mínima intervenção para obterem vinhos muito puros e que fossem a expressão de seu território. Os vinhos da Altos Las Hormigas são, atualmente, reconhecidos por serem exemplos máximos de seu terroir.