Vinho Tinto Barons de Rothschild Réserve Spéciale Bordeaux Rouge 2017

Vinho Tinto Barons de Rothschild Réserve Spéciale Bordeaux Rouge 2017

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars Loading...

O Vinho Tinto Barons de Rothschild Réserve Spéciale Bordeaux Rouge é um fruto do trabalho de todas as equipes de Domaines de Barons de Rothschild – Latife e do relacionamento com seus fornecedores, a fim de realizar alguns cortes na melhor tradição dos grandes Bordeaux, privilegiando sempre o equilíbrio e a elegância. De coloração púrpura brilhante, apresenta aromas de frutas vermelhas, como framboesa e groselha negra, com notas de alcaçuz e especiais. Um Bordeaux Rouge bem balanceado, com taninos ricos e sedosos e um final fresco.

País: França França
Região: Bordeaux
Produtor: Domaines Barons de Rothschild (Lafite)
Tipo: Tinto
Teor alcoolico: 13%
Tamanho da garrafa: 750ml
Temperatura de serviço: 16°C a 18°C

Em até 3x de R$59,67 s/ juros

Bordeaux
Bordeaux

Vinificação

Produzido com um corte das cepas Merlot (80%) e Cabernet Sauvignon (20%) vinificadas separadamente. Os frutos passam por um período de duas semanas de maceração para uma boa extração dos polifenóis. A fermentação alcoólica ocorre em tanques de aço inox, sob temperatura controlada. O vinho passa por fermentação malolática completa e após o corte final é maturado durante dez meses em tanques de aço inox, com a finalidade de preservar todo seu caráter varietal.

Harmonização

Um ótimo companheiro para carnes grelhadas ou assadas. O Steak au Poivre é um clássico que combina perfeitamente com esse belo Bordeaux Rouge.

Sobre a vinícola

Domaines de Barons de Rothschild (Latife) apresenta uma rica história no mundo dos vinhos. A primeira menção ao nome Latife remonta ao ano de 1234, por Gombaud de Lafite, abade do Monastério de Vertheuil, a norte de Pauillac. No século XVII a família Ségur organiza os vinhedos e a vinícola começa a cultivar sua grande reputação. A partir do século XVIII os vinhos encontram seu mercado em Londres. Em 1761 o marquês Nicolas Alexandre de Ségur melhora as técnicas de produção e ganha o aval de Luís XV e da corte de Versalhes. Baron James de Rothschild adquire o Château Lafite em oito de agosto 1868, mas falece apenas três meses depois da compra, deixando a propriedade para seus filhos Alphonse, Gustave e Edmond. A vinícola não passou imune pela grande praga de filoxera, sendo também afeta por focos de míldio. Durante a Segunda Guerra Mundial e a ocupação alemã de Médoc, a família Rothschild tem suas propriedades confiscadas, recuperando controle apenas em 1945. Segue-se então um período de reconstrução nas mãos do Baron Elie de Rothschild, produzindo um série de vintages excepcionais em 1945, 1947 e 1949. Hoje, Domaines de Barons de Rothschild (Latife) continua sua longa história de produção de rótulos extraordinários, com muitos vintages conquistando preços impressionantes em leilões ao redor do mundo.