Muscat

Muscat

O nome Muscat é dado a dezenas de castas distintas que originam vinhos com um perfume bastante particular, que lembra muito o cheiro de uvas maduras. O nome é uma derivação de “musk”, o aroma produzido por uma espécie de cervo asiático, há muito tempo usado na indústria de perfumes. A uva que provavelmente deu origem às outras Muscat é a Muscat Blanc à Petit Grains, famosa por seus bagos pequenos e grande qualidade. É uma casta que existe há milhares de anos e a mais plantada hoje em todo o mundo. Originária da Grécia, foi levada para o império romano e, de lá, para a França. Hoje está presente na maioria dos países produtores de vinho.

Além do aroma de uvas maduras, combina um toque floral que dá complexidade aos melhores vinhos elaborados com ela. Famosa por vinhos de sobremesa ricos e doces, também pode ser usada para produzir vinhos secos, mas mesmo os mais secos no palato mostram os aromas  de uvas maduras. Por ser uma uva de grande personalidade, a Muscat é muito usada em pequenas quantidades para conferir complexidade aromática aos brancos secos elaborados com um corte de diversas uvas, principalmente no sul da França.

A Muscat de Alexandria é a segunda uva mais popular da família das Muscat, mas é tida como de qualidade inferior à Muscat Blanc à Petit Grains, com bagos maiores e casca mais fina, mas é possível encontrar alguns grandes vinhos elaborados com a Muscat de Alexandria. Os vinhos de sobremesa elaborados com a Muscat podem ter estilos bem diferentes, desde o italiano leve e frisante Moscato d’Asti, da região do Piemonte, até o denso Muscat de Rivesaltes, do sul da França.

Produtos que utilizam Muscat