main product photo

Vinho Catena Alta Malbec 2014


Sobre o Vinho

O Vinho Catena Alta Malbec é um rótulo que demonstra todo o potencial de um grande Malbec Argentino, figurando, por três anos seguidos, na lista dos “100 Melhores Vinhos do Mundo” da revista Wine Spectator. Produzido com a uva Malbec, oriunda de uma seleção das melhores parcelas dos vinhedos da família Catena Zapata, em Mendoza. De coloração rubi intensa, revela um bouquet aromático complexo, onde destacam-se aromas de frutas vermelhas e negras maduras, além de notas florais, tostadas e de especiarias. Um excepcional Vinho Argentino, elegante e complexo. Em boca apresenta taninos refinados e um final longo e persistente. Esse é um rótulo com excelente potencial de guarda, podendo envelhecer por até duas décadas!

Fora de estoque
R$466,02
Em até 3x de R$155,34 s/ juros
Consultar Valor do Frete
Produzido 100% com a uva Malbec, oriunda de uma seleção das melhores parcelas dos vinhedos da família Catena Zapata sendo: lote 18 do Vinhedo Angelica, a 920 metros de altitude, lote 3 do Vinhedo La Pirámide, a 950 metros de altitude, lote 2 do Vinhedo Nicasia, a 1.095 metros de altitude e lotes 3 e 9 dos Vinhedos Adrianna, a 1.450 metros de altitude, em Mendoza, na Argentina. Cada lote é colhido e vinificado separadamente. Seguem-se os processos de fermentação alcoólica, com leveduras nativas, e maceração, durante um período de dez a trinta e cinco dias. É realizada fermentação malolática completa. O vinho estagia em barris de carvalho francês por um período de dezoito meses.
Carnes grelhadas.
Catena Zapata é, indiscutivelmente, o melhor e mais reverenciado produtor da Argentina, na opinião de toda a imprensa especializada internacional, de quem recebe, frequentemente, as melhores notas e prêmios. Para a Wine Spectator, trata-se do líder de qualidade na Argentina e, para Robert Parker, Catena representa o máximo em vinhos da América do Sul. A vinícola pertence à família Catena, que tem origem italiana e se estabeleceu em Mendoza no final do século XIX. O fundador, Nicolas Catena, plantou sua primeira vinha de Malbec em 1902, mas foi seu neto, que tem o mesmo nome, quem revelou para o mundo o potencial do país para a produção de vinhos de alta gama. Nos anos 1990, Nicolas Catena investiu na identificação das melhores zonas de Mendoza para a produção de Malbec, Cabernet Sauvignon e Chardonnay, além de selecionar os melhores clones dessas cepas. Com uma matéria-prima impecável, passou a elaborar vinhos que lançaram a Argentina num novo patamar de qualidade. Atualmente, seus vinhos tintos e vinhos brancos figuram entre os melhores vinhos do mundo.