main product photo

Vinho De Martino Isla de Maipo Cabernet Sauvignon 2017


Sobre o Vinho
O Vinho De Martino Isla de Maipo Cabernet Sauvignon é um rótulo que leva a assinatura da De Martino, uma das mais renomadas vinícolas familiares do Chile! Elaborado com a uva Cabernet Sauvignon, oriunda de vinhedos na Isla de Maipo, dentro da região vitivinícola do Vale do Maipo. De coloração rubi intensa com reflexos violáceos, no nariz revela um bouquet aromático complexo, onde destacam-se aromas de frutas negras maduras, como groselha, notas tostadas, além de toques de especiarias. Um Vinho Tinto equilibrado e com boa acidez. Em boca apresenta taninos macios e um final persistente. Esse é um Vinho Chileno com bom custo-benefício, ótimo para o dia a dia!
Em estoque
De R$98,00 Por
R$64,90
Em até 3x de R$21,63 s/ juros
Consultar Valor do Frete
    Produzido 100% com a uva Cabernet Sauvignon, oriunda de vinhedos na Isla de Maipo, dentro da região vitivinícola do Vale do Maipo, no Chile. As uvas são colhidas manualmente, passando pelos processos de desengace e maceração a frio. O vinho envelhece em tanques de aço inox, cubas de concreto e barricas usadas de carvalho francês por um período de seis a oito meses.
    Um ótimo companheiro para carnes vermelhas assadas, massas com molhos ricos e queijos variados.
    Fundada em 1934, no Vale do Maipo, pelo imigrante italiano Pietro De Martino, a vinícola De Martino vem se dedicando, ao longo de décadas, a elaborar vinhos nas mais diversas regiões vitivinícolas do Chile, de norte a sul, leste a oeste. Seu portfólio é formado por vinhos tintos, brancos e rosés das denominações Maipo, Casablanca, Limarí, Cachapoal, Maule, Elqui e Choapa, além de exibir projetos especiais no Vale de Itata. A linha mestra da enologia da De Martino é respeitar a característica individual de cada terroir. Para isso, conta com 347 vinhedos, que são cultivados segundo os princípios da agricultura orgânica, sem o uso de substâncias químicas e sintéticas. A vinificação também é a mais natural possível, sempre com leveduras indígenas. Já o envelhecimento dos vinhos é realizado em cubas de aço inoxidável, de concreto ou em barricas usadas. Atualmente, a empresa é gerida pela quarta geração da família e conta com grandes nomes da enologia chilena: Marcelo Retamal e Eduardo Jordán, que lideram projetos arrojados.