O vinho é uma bebida que exige cuidados, desde sua produção, até seu transporte e acondicionamento. E isso não acaba quando a garrafa chega na sua casa.

Pensando nisso, nós, da DiVinho, preparamos esse artigo para te ajudar a entender qual é a melhor adega de vinho, confira! 

Adega de Vinho Passiva

O modelo mais antigo e tradicional, a adega de vinho passiva não precisa de eletricidade para funcionar.

O que mantém os vinhos na temperatura ideal são as condições do próprio ambiente onde ela se encontra, sendo geralmente construída no subsolo, onde a temperatura é baixa, mas com boa umidade.

A adega de vinho passiva ainda hoje é utilizada em muitas vinícolas para acondicionar os vinhos enquanto eles maturam, como é o caso da tradicional cave francesa.

A adega passiva não precisa, necessariamente, ocupar um espaço muito grande, às vezes, um pequeno closet ou despensa pode ser suficiente.

Para que os vinhos sejam mantidos em sua condição ideal, o ideal é que a adega esteja protegida dos raios UV, e seja mantida em um temperatura entre 10°C e 16°C, com um nível de umidade entre 65% e 85% .

A maior vantagem da adega passiva, como já mencionado, é que ela não precisa de eletricidade. Entretanto, tem como desvantagem seu custo de construção, que costuma ser alto. 

Hoje em dia, com grande parte da população morando em apartamentos, fica difícil encontrar um ambiente com as condições ideais para uma adega passiva.

Mas, para aqueles amantes de vinhos que moram em casas, uma adega tradicional pode ser uma ótima opção.

Adega de Vinho Passiva
Adega de Vinho Passiva

Adega de Vinho Termoelétrica

A adega de vinho termoelétrica é uma das mais populares para pequenos espaços.

Ela funciona com uma placa de cerâmica, que quando ligada na energia, faz a troca de calor do ambiente interno da adega para o ambiente externo.

Esse tipo de adega mantém os vinhos em uma temperatura entre 10°C a 12°C.

Uma opção econômica, a adega termoelétrica faz pouco barulho. 

Entretanto, não é o modelo mais recomendado se você mora em uma região com clima quente, ou onde a temperatura varia muito durante o dia.

Esse modelo pode ser adquirido pronto, funcionando como um aparelho independente, ou integrado na marcenaria da cozinha ou da sala.

Adega de Vinho Termoelétrica
Adega de Vinho Termoelétrica

Adega de Vinho com Compressor

A adega de vinho com compressor funciona a energia elétrica, como a adega termoelétrica, mas seu sistema de resfriamento é diferente.

Como o nome indica, a adega é equipada com um compressor, similar ao de uma geladeira ou de um frigobar, que resfria os vinhos em seu interior.

Em muitos modelos de adega com compressor é possível selecionar a temperatura desejada através de um painel eletrônico.

A adega com compressor é a mais indicada para quem mora em regiões de clima quente, já que ela consegue manter sua temperatura interna até 30°C abaixo da temperatura ambiente.

Uma das desvantagens desse tipo de adega é seu barulho, gerado pelo compressor.  Também não é um dos modelos mais econômicos, quando se fala no consumo de energia.

Existe uma grande variedade de modelos de adega com compressor, desde pequenas e compactas, para uma dúzia de garrafas, até formatos maiores, com uma capacidade de várias dúzias.

Adega de Vinho com Compressor
Adega de Vinho com Compressor

E Quem Não tem uma Adega?

Se você não tem espaço para uma adega passiva ou não pode fazer o investimento em  uma adega climatizada, seja ela termoelétrica ou com compressor, não tem problema, existem outras maneiras de conservar seus vinhos. 

O ideal é que os vinhos sejam mantidos em um ambiente escuro, fora do alcance dos raios UV, e onde não ocorra grande mudança de temperatura.

Apesar de muitas pessoas terem esse hábito, a geladeira não é o local correto para acondicionar as garrafas, já que sua temperatura costuma ficar abaixo do recomendado para preservar o vinho.

Procure um armário que não é normalmente exposto à luz do sol, em um local com pouca umidade, e acondicione sempre as garrafas na horizontal, para que o vinho esteja em contato com a rolha. 

Um pequeno rack de vinho, seja ele de madeira ou metal, ajuda na organização das garrafas, evitando acidentes na hora de manuseá-las.

Mas, atenção! Essas dicas valem para vinhos do dia a dia. 

Se você tem um vinho de guarda, com um valor elevado, recomenda-se investir em uma adega climatizada, pois esses rótulos podem ter seu potencial de envelhecimento bastante diminuído, quando não acondicionados da forma correta. 

Rack de Vinho

Você encontra os melhores vinhos para abastecer sua adega na DiVinho!