Essa é uma pergunta que você já deve ter se feito, o vinho tem glúten?

Nesse artigo da DiVinho, vamos abordar o que é glúten e o se o vinho tem glúten, não deixe de conferir! 

O que é Glúten?

O glúten é uma proteína encontrada em alguns cereais, como trigo, centeio e cevada, que ajuda os alimentos a manter sua forma, oferecendo uma maior flexibilidade.

Alimentos elaborados a partir desses cereais, como pães, bolos, tortas e massas contém glúten.

Esse também é o caso de algumas bebidas, como a cerveja e o uísque, que são elaborados a partir do malte da cevada.

Trigo e derivados contém Glúten
Trigo e derivados contém Glúten

Devo evitar o Glúten?

Nos últimos anos muito se fala acerca do glúten e como essa proteína pode ser responsável por diversos problemas de saúde.

Entretanto, o glúten só é realmente perigoso para pessoas celíacas ou para aqueles que apresentam intolerância ou alergia a essa substância.

Nesse caso, o glúten deve ser evitado, pois pode ocasionar um mau funcionamento do sistema digestivo, entre outros sintomas.

Para indivíduos com doença celíaca ou com hipersensibilidade ao glúten não são só alimentos derivados de cereais como o trigo que devem ser evitados, pois existe a possibilidade de contaminação cruzada.

A contaminação cruzada ocorre quando alimentos que não contém glúten, como, por exemplo, queijos, molhos e temperos, são processados em um ambiente industrial onde são produzidos alimentos com glúten.

Por conta disso, muitos alimentos hoje estampam a informação “sem glúten” ou “gluten free” em seus rótulos. Indicando que são adequados para o consumo de pessoas com hipersensibilidade a essa proteína.

Se você suspeitar que apresenta sensibilidade ao glúten, o mais indicado é procurar um médico ou profissional de saúde, que poderá fazer o diagnóstico adequado e indicar um plano de tratamento.  

Selo de alimentos "Sem Glúten"
Selo de alimentos “Sem Glúten”

O Vinho tem Glúten?

O vinho é produzido a partir da uva, uma fruta que não contém glúten, por conta disso, a bebida é considerada sem glúten.

Contudo, o vinho pode ter contato com o glúten durante o processo de produção. 

Alguns produtores utilizam uma pasta de trigo para selar os barris de carvalho, onde o vinho é envelhecido. 

Mas essa é uma prática em desuso, sendo que o padrão, hoje em dia, é selar os barris de carvalho com uma pasta de cera.

A clarificação e filtragem são outras etapas do processo de produção onde o vinho pode ter contato com glúten, dependendo dos agentes utilizados, que podem conter traços de glúten, como clara de ovo, gelatina e pasta de peixe.

Entretanto, mesmo quando o vinho tem contato com substâncias que contenham glúten, a concentração final dessa proteína costuma ser irrisória, de cerca de 5 a 10 ppm (partes por milhão) de glúten.

Para se ter uma ideia, o limite para que um alimento seja classificado como “sem glúten” é de até 20 ppm. Ou seja, o vinho fica bem abaixo desse limite.

Em casos excepcionais, de pessoas com doença celíaca e ultra-sensibilidade ao glúten, essa minúscula concentração de partículas de glúten no vinho pode causar algum sintoma adverso, mas essas são ocorrências raras.

Para ter certeza que um vinho é 100% livre de glúten é indicado entrar em contato diretamente com a vinícola.

Para a maioria da população, o vinho é uma bebida que pode ser considerada como livre de glúten.


E você, já sabia o que era glúten?