Novo Amante de Vinho? Confira os Erros Mais Comuns e as Melhores Dicas Sobre a Bebida

Imagem post
Compartilhe seus produtos escolhido

O vinho é uma bebida muito importante e rica em detalhes, mas as pessoas que acabaram de embarcar nesse mundo podem cometer alguns erros sem nem saber

Você pode ser o enólogo com mais conhecimento em todo o mundo ou ser um novo amante de vinho, que começou a consumi-lo há poucos dias, mas quase todo mundo sabe que ele não é uma simples bebida.

O cuidado e o carinho com o qual um vinho é servido é bem diferente do de outras bebidas, como cervejas, sucos, licores, whiskys e afins, não que elas não sejam importantes, mas sim pela complexidade dos vinhos.

Se você não quiser cometer erros simples na hora de tomar vinho, então é fundamental conhecer quais são eles e, ao mesmo tempo, saber quais são as melhores dicas. Assim, você poderá apreciar essa bebida como ela merece!

Erros Mais Comuns ao Mais Novo Amante de Vinho

Você não precisa se envergonhar se não fez um curso de enologia e ainda não entende muito bem sobre vinhos, muito pelo contrário. Afinal de contas, você já deu o primeiro passo, que é o mais importante.

casal brindando com taças de vinho

Para ter uma experiência ainda mais incrível com essa bebida, evite os seguintes erros:

#1 – Não Variar os Vinhos

Você pode ter começado a gostar de vinhos, comprado um rótulo e gostado demais dele. Isso é ótimo, mas não deve restringir sua escolha para sempre.

Cada pessoa possui um paladar diferente e sempre existe aquela bebida que te faz ser um amante de vinho, mas ela não deve ser a única a ser consumida se você quiser realmente aprender sobre os vinhos.

É claro, nada impede que você goste daquele vinho, mas se dê a oportunidade de experimentar novos rótulos, de diferentes castas de uvas, de outros países ou mesmo de outras regiões do Brasil. Os sabores irão te surpreender!

#2 – Tomar Tudo de Uma Vez

Essa aqui é muito comum, principalmente se for com aquele vinho que você gosta muito. Ter vontade de tomar toda a taça rapidamente é quase que um instinto com bons rótulos, mas a prática não é recomendável para aprender sobre o vinho.

Algumas de suas características só podem ser sentidas depois de engolir e esperar um pouco, para ter a completa experiência da bebida, que inclusive começa com o seu aroma, e não apenas com o gosto.

Por isso, não vá com muita sede ao pote – ou melhor, à taça. Tome os vinhos com calma e tranquilidade, sinta seu sabor, os taninos, o álcool e os aromas e consiga aproveitar muito mais dessa degustação.

#3 – Escolher a Temperatura Errada

Para quem ainda não é um amante de vinho e não entende tanto sobre a bebida, o impulso é achar que ela sempre deve ser armazenada na geladeira, como nós costumamos fazer com a maioria das bebidas, mas não é assim que funciona.

Existe uma temperatura certa para tomar vinhos, e ela não é gelada, a menos com alguns espumantes, que precisam ser consumidos mais frios mesmo. Caso contrário, uma temperatura próxima da ambiente é a ideal.

O melhor a se fazer para mantê-los na temperatura correta é deixar as garrafas em uma adega, mas não é todo mundo que tem uma. Se for esse o caso, procure deixá-las dentro do armário, em que a temperatura não é tão alta e nem tão baixa.

Consumir o vinho gelado pode fazer com que você não sinta todo o seu sabor, ao passo que vinhos consumidos em uma temperatura quente acentuam o gosto de álcool e prejudicam sua experiência.

#4 – Decantar Todos os Vinhos

Decantar ou não decantar? Essa é uma questão que aflige boa parte dos novos amantes de vinhos, e a resposta é diferente do que muitas delas acreditam.

Em filmes e séries, é comum ver as pessoas decantando os vinhos, em um ato que é realmente bonito e satisfatório, mas não é sempre que isso vai alterar a experiência obtida ao degustar a bebida.

Tudo o que um amante de vinho deve saber sobre o decanter é que os vinhos que devem ser decantados são aqueles mais velhos, que costumam juntar sedimentos na garrafa. Embora esses sedimentos não façam mal, eles podem prejudicar a experiência de beber o vinho.

Então, vinhos mais jovens não precisam ser decantados. Embora esse ritual não costume trazer nenhum problema ao sabor do vinho, ele também não deve acrescentar muita coisa nos vinhos jovens.

#5 – Servir nas Taças Erradas

Isso realmente pode fazer diferença na hora de tomar um bom vinho. O sabor do rótulo depende bastante da taça em que ele for consumido.

Saber como escolher taça de vinho é um processo que você deve demorar um pouco para aprender. Enquanto isso não acontece, o melhor é seguir a um guia para não errar na escolha.

amantes de vinho brindando com taças

Existem vários tipos de taças, que são capazes de intensificar a experiência de variados vinhos. Porém, é claro que você não é obrigado a ter todas elas em sua casa, já que esse pode ser um investimento um tanto quanto alto para ser feito de uma só vez.

Uma boa pedida para o amante de vinho é investir nas taças ISO (International Standards Organization), que são como taças padrão, que recebem bem todos os tipos de vinho. Você pode começar a sua coleção com elas e aumentar com o passar do tempo.

Sugestão de quem entende: Vinho tinto argentino Catena Malbec

Aprenda Sobre os Vinhos Durante Toda a Vida

Mais uma vez, não importa se você é um enólogo ou um novo amante de vinho, você aprenderá mais sobre essa bebida a cada dia. Não espere conhecer tudo de uma vez – isso é impossível.

Também não existe nada de exagerado ao errar algumas coisas. Isso acontece com tudo que é novo na vida, e é a experiência que te fará ser um enófilo cada vez mais conhecedor sobre o assunto.

O que importa é tentar não correr e dar tempo ao tempo. É só assim que você aprenderá a curtir mais cada rótulo e a experiência completa de consumir um bom vinho.

Nossas dicas foram úteis para você? Deixe nos comentários a sua opinião e aproveite para conhecer os rótulos da Divinho

0 comentários
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *