Cabernets chilenos: os favoritos dos brasileiros!

Imagem post
Compartilhe seus produtos escolhido

É difícil pensar em vinhos chilenos e não vir à mente Cabernet Sauvignon! Considerada por muitos como a “a rainha das uvas”, é um das castas mais populares do mundo. Essa variedade encontrou um terroir perfeito aos pés da Cordilheira dos Andes. Se você é apaixonado pelos Cabernets Chilenos como nós, da DiVinho, precisa conferir esse artigo que preparamos para você:

Chile

O Chile é um dos maiores produtores de vinhos do mundo! O país é responsável por quase 50% das importações brasileiras da bebida. Não é a toa que o turismo enológico vem ganhando cada vez mais adeptos entre os visitantes que passam pelo Chile.

A história do cultivo da uva no Chile remonta ao ano de 1548 pelas mãos do Frei Francisco de Carabantes. Durante o século XIX foram introduzidas as principais variedades francesas: Cabernet Sauvignon, Merlot, Carménère, Pinot Noir, Sauvignon Blanc, Chardonnay e Sémillon.

A geografia chilena é bastante peculiar, o país é praticamente isolado do restante do continente, com a Cordilheira dos Andes de um lado e o Pacífico do outro. O deserto ao norte e a Patagônia ao sul.

É possível encontrar no Chile terroirs surpreendentemente distintos, dando origem a vinhos com personalidade própria e nos mais variados estilos.

Vale destacar entre as principais regiões produtoras Elqui e Limarí ao extremo norte, passando pelos vales de Aconcágua, Casablanca, San Antonio, Maipo, Cachapoal, Colchagua, Curicó e Maule e chegando a Itata, Bío Bío e Malleco ao sul.

Cabernet Sauvignon

Cabernet Sauvignon é uma das variedades mais populares do mundo. É a uva tinta predileta de muitos produtores e enólogos. Apresenta a grande vantagem de adaptar-se facilmente a diversos terrois e condições climáticas.

Um dos grandes diferenciais da Cabernet Sauvignon é a sua casca, ela é mais grossa e rica em taninos. Para amenizar esse caráter tânico, a uva é normalmente cultivada no processo de colheita tardia, onde os frutos são mantidos na videira e colhidos após o período normal de maturação.

A uva é originária da região francesa de Bordeaux, sendo um cruzamento  natural das variedades Cabernet Franc e Sauvignon Blanc.  Estima-se que a Cabernet Sauvignon tenha surgido na primeira metade do século XVIII.

Os aromas mais típicos da Cabernet Sauvignon são os de pimentão verde e toques herbáceos. Também pode apresentar notas de frutas vermelhas e pretas, pimenta preta, menta, cedro, alcaçuz e toques de violeta. Quando o vinho é envelhecido em carvalho, surgem também nuances de baunilha, café e tabaco.

Recomendações da DiVinho

Vinho tinto Seña – 2015

A safra de 2015 obteve a nota máxima na classificação do crítico James Suckling:100 pontos!

Um rótulo com excelente potencial de guarda, tem como espinha dorsal de seu blend as variedades Cabernet Sauvignon, Carménère, Malbec, Merlot e Petit Verdot, que expressam a alma chilena. Elas compõem um vinho de grande estirpe, com aromas exuberantes de couro, frutas muito maduras e secas, especiarias, eucalipto e terra molhada.

Na boca, tem textura macia graças aos taninos sedosos e doces e é, ao mesmo tempo, um tinto vivo, que demonstra complexidade, profundidade e elegância.

É o vinho ideal para acompanhar carne de cordeiro, carne de caça, queijos maduros e de sabor pronunciado e massas com molho denso.

Vinho tinto Don Melchor 2015

Absoluto ícone chileno, o vinho tinto Don Melchor está irrepreensível na safra 2015. Conquistou 98 pontos na classificação de James Suckling e 96 pontos pela revista Wine Spectator.

Equilibrado, profundo e complexo, exibe aromas de frutas vermelhas combinados a delicadas notas minerais. Na boca, tem um maravilhoso toque sedoso, é encorpado e intenso em camadas de sabores.

Este rótulo é uma da criação da famosa vinícola Concha y Toro, que o produz a partir das variedades Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Petit Verdot, cultivadas no vinhedo Don Melchor, em Puente Alto, aos pés da Cordilheira dos Andes.

Vinho tinto Casillero del Diablo Reserva Cabernet Sauvignon 2017

Com 90 pontos na classificação de James Suckling é um dos mais populares tintos do Chile. É um vinho muito agradável, ótimo para o dia a dia.

Seu estilo é bem frutado, com aromas de cereja, groselha e ameixa preta realçados por especiarias e toques de baunilha e tostados. Na boca é macio e equilibrado. É um tinto fácil de gostar.

Experimente harmonizar com carnes vermelhas, chuletas de cordeiro e lombo com boa presença de especiarias.

Recomenda-se a harmonização com carnes vermelhas, especialmente cordeiro e carnes de caça, ao forno ou refogadas com molhos de vinho tinto, cogumelos, alecrim e tomates. Também é ótimo com terrinas, patês, queijos de vaca ou de cabra, de pasta dura ou cremosa.

Você encontra os melhores vinhos na DiVinho! Surpreenda-se com nossa variedade e adquira os melhores rótulos pelo melhor preço!

0 comentários
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *