Stefano Gandolini é um famoso enólogo chileno, tendo viajado e trabalhado em todo o mundo antes de iniciar seu projeto pessoal, a Gandolini Wines. Ele também é sócio e enólogo chefe da Ventolera Wines, em Leyda. Stefano concedeu uma entrevista exclusiva para a DiVinho, falando do renomado terroir de Maipo Andes e do seu premiado vinho, o Gandolini Las 3 Marias Cabernet Sauvignon, confira: 

Stefano Gandolini
Stefano Gandolini

Após viajar o mundo, você fundou a Gandolini Wines em 2011, com Fernando Izquierdo Menendez como sócio. Fale um pouco desse projeto. 

Desde muito tempo tenho a profunda convicção de que a região do Maipo Andes, no Chile, é um daqueles poucos lugares privilegiados no mundo onde podem ser produzidos Cabernet Sauvignon de alta classe. Eu chamo essa zona de petit Médoc. 

Isto, devido às características climáticas e à matriz aluvial do subsolo. Os antigos terraços aluviais (nº 3 e 4) são perfeitos para elaborar um grande Cabernet Sauvignon. O mesmo acontece no Médoc, onde 95% dos Grand Cru Classe estão localizados no terraço aluvial nº 4.

Foi assim que consegui convencer minha família a comprar um terreno ainda não cultivado, com a característica de ser homogêneo e contar com uma matriz de terraço aluvial de nº3 e 4.  Em seguida, plantamos os vinhedos, com material da melhor seleção massal do Chile, oriundas das melhores parcelas de vinícolas famosas por seus vinhos. 

Os vinhedos foram plantados em sistema de alta densidade, com 7.000 plantas por hectare, com tubos duplos de irrigação subterrânea e acima da fileira. Realizamos um manejo muito prolífico da formação e do dossel. As uvas foram cultivadas por dez anos até começarem a oferecer uma qualidade excepcional, quando iniciei meu próprio projeto.

Desde o início, tudo foi planejado com o objetivo de produzir um Cabernet Sauvignon de alta classe, com uma forte identidade local e que posicionasse o Chile nas principais ligas dessa variedade.

A marca, ou selo, enológico que caracteriza este vinho é uma mistura entre o Novo e o Velho Mundo. Um vinho expressivo, quente e concentrado, como os do Novo Mundo, mas com harmonia, delicadeza, vivacidade e complexidade do Velho Mundo. É um rótulo com um grande potencial de guarda e esse é um dos melhores atributos da D.O. (Denominação de Origem) Maipo Andes. 

Um bom vinho, mesmo que simples, deve provocar um prazer autêntico que convide o consumidor a continuar bebendo e a se deslocar no espaço para os locais onde foi produzido, lembrando seu povo e sua cultura.

Todos esses elementos compõem a base que me inspirou a empreender esse projeto e produzir esse grande vinho.

Gandolini Wines
Gandolini Wines

Gandolini Wines foca seu cultivo apenas na uva Cabernet Sauvignon, produzindo apenas um único vinho, o Las 3 Marias. 

Eu sempre fui um amante de Cabernet Sauvignon. Além disso, se considerarmos que a Cabernet Sauvignon é a maior categoria de vinhos do mundo e o fato de ter um terroir privilegiado, como Maipo Andes, onde, historicamente sempre nasceram os grandes Cabernets do Chile, me levou à convicção de que poderia elaborar um ótimo Cabernet Sauvignon, com potencial para competir nas grandes ligas.

Eu quis focar em apenas um produto, colocando toda a minha energia nesse vinho, da maneira como são feitos os Châteaux do Médoc. Em um mundo tão competitivo e com tanta diversidade de rótulos, considero que é melhor dedicar-se à produção de um vinho de produção muito limitada, mas de qualidade excepcional.

Cabernet Sauvignon
Cabernet Sauvignon

O nome do vinho “3 Marias” é um homenagem às três importantes mulheres de sua família.

O nome é inspirado e dedicado às 3 Marias que brilharam em minha vida: minha avó María, minha mãe Maria Luisa e minha esposa Maria Ignacia. Todos elas iluminaram minha vida!

Vinhedos Gandolini Wines
Vinhedos Gandolini Wines

Você uniu-se à Ventolera Wines em 2011. Como é o seu trabalho nesse projeto?

Ventolera é uma vinícola muito particular, foi a primeira a plantar vinhedos no Vale de Leyda, em 1999. E é exatamente nessa nova Denominação de Origem (D.O.) do Chile que nascem hoje os melhores Sauvignon Blanc e Pinot Noir do país. 

Os vinhedos estão localizados a doze quilômetros do Oceano Pacífico, onde respira-se o ar fresco do mar. Em 2011, o proprietário da vinícola me convidou para participar da sociedade. Aceitei imediatamente, pois sabia do tremendo potencial deste terroir tão exclusivo para o cultivos dessas duas variedades de clima frio.

Ventolera construiu sua adega no próprio vinhedo, cercado pelo mar. Produzimos vinhos de altíssima qualidade com uvas oriundas exclusivamente dos nossos vinhedos na D.O Leyda. É como um pequeno Château.

Quais rótulos da Ventolera Wines você recomenda para os brasileiros experimentarem?  

Recomendo os dois vinhos que são a alma da nossa vinícola: Ventolera Sauvignon Blanc e Ventolera Pinot Noir.

Sala das Barricas Gandolini Wines
Sala das Barricas Gandolini Wines

Existe uma nova geração de jovens que estão descobrindo os prazeres dos vinhos, como é atender esse público?

As vinícolas das quais participo, como sócio e enólogo, destacam-se por produzir vinhos de terroir, ou seja, vinhos de caráter e alta qualidade. A divulgação desse tipo de rótulo é realizada principalmente pelo boca a boca. 

Os jovens consumidores, hoje em dia, são muito curiosos para descobrir e informar-se. Dessa maneira, acredito que existe a possibilidade de chegarem a seus ouvidos informações sobre esses exclusivos vinhos chilenos. 


Você encontra o Vinho Gandolini Las 3 Marias da Gandolini Wines DiVinho! Surpreenda-se com nossa variedade e adquira uma grande variedade de rótulos pelo melhor preço!