Petit Verdot

Petit Verdot

Apresentação

A Petit Verdot é uma uva tinta que está entre as seis variedades permitidas no corte bordalês, juntamente com Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc, Carménère e Malbec.

O nome Petit Verdot faz referência ao pequeno tamanho de seus cachos. Por ser uma variedade de amadurecimento tardio, é comum observar uma mescla de bagos de cor mais escura e outros com tons ainda esverdeados nas videiras.

Assim como a Tannat, a Petit Verdot também apresenta uma grande presença tânica. Sendo bastante rica em flavonoides, compostos que trazem diversos benefícios à saúde, contribuindo para o retardamento do envelhecimento e reduzindo os danos causados pelos radicais livres.

 

ORIGEM DA UVA PETIT VERDOT

A Petit Verdot tem uma origem incerta, apesar de ser tradicionalmente cultivada em Bordeaux, estima-se que tenha sido trazida da região do Mediterrâneo pelos romanos.

A cepa era uma das variedades mais populares na região do Médoc até o século XVIII, quando a praga filoxera devastou os vinhedos europeus. Pela dificuldade do seu cultivo e pouco rendimento, a Petit Verdot foi perdendo espaço durante o processo de reestruturação das plantações.

Petit Verdot foi considerada uma variedade quase que extinta. Isso mudou nos anos sessenta, quando viticultores da Califórnia, nos Estados Unidos começaram a apostar na variedade.

A variedade adapta-se bem a climas mais quentes e secos, graças a sua maturação tardia. Hoje, Petit Verdot é bastante plantada na Argentina, Chile, Espanha e África do Sul. A Sicília, ao sul da Itália, também produz ótimos vinhos com a Petit Verdot.

 

OS AROMAS DA PETIT VERDOT

Aromas de frutas negras maduras são predominantes nos vinhos produzidos com a Petit Verdot, assim como delicadas notas florais. Outras nuances comuns as notas de especiarias doces, como cravo-da-índia e noz-moscada, pimenta negra e azeitona,

 

HARMONIZAÇÕES CERTEIRAS COM PETIT VERDOT

A Petit Verdot é normalmente utilizada em vinhos de corte, emprestando seus taninos marcantes e boa acidez. Harmonizando bem com pratos suculentos e de sabor marcante. Confira alguns exemplos de harmonização:

  • Vitela e Cordeiro
  • Queijos duros, como Grana Padano, Pecorino e Gouda
  • Cogumelos Portobello e Shitake
  • Trufas Negras

Produtos que utilizam Petit Verdot