main product photo

Vinho Escudo Rojo 2016


Sobre o Vinho

O Vinho Escudo Rojo une a tradição vitivinícola francesa com o terroir excepcional do Vale Central. Fruto de um projeto concebido por um dos grupos mais visionários do vinho francês e mundial, Baron Philippe de Rothschild, que apostou no potencial do Chile para produzir vinhos de qualidade em várias faixas de preço. Um corte de quatro uvas: Cabernet Sauvignon, Carménère, Syrah e Cabernet Franc, rigorosamente selecionadas em vinhedos próprios e de parceiros, resultando em um Vinho Tinto concentrado, macio e cheio de frutas maduras entremeadas com toques de frutas secas e notas tostadas e de especiarias. Seu nome “Escudo Rojo” remete ao imponente brasão da família Rothschild.

Em estoque
R$138,00
Em até 3x de R$46,00 s/ juros
Consultar Valor do Frete

O Escudo Rojo 2016 é produzido com um corte das uvas Cabernet Sauvignon, Carménère, Syrah e Cabernet Franc, oriunda de vinhedos no Vale do Maipo, no Chile. As uvas são colhidas manualmente e selecionadas ao chegarem na adega. Passam por um suave esmagamento antes da fermentação alcoólica em cubas de aço inoxidável com temperatura controlada. Metade do vinho realiza maturação em barricas usadas de carvalho francês durante doze meses.

Carnes vermelhas, cordeiro, pato, espaguete à bolonhesa, bolo de chocolate e queijos.
Domaines Barons de Rothschild (Lafite) apresenta uma rica história no mundo dos vinhos. A primeira menção ao nome Lafite remonta ao ano de 1234, por Gombaud de Lafite, abade do Monastério de Vertheuil, a norte de Pauillac. No século XVII a família Ségur organiza os vinhedos e a vinícola começa a cultivar sua grande reputação. A partir do século XVIII os vinhos encontram seu mercado em Londres. Em 1761 o marquês Nicolas Alexandre de Ségur melhora as técnicas de produção e ganha o aval de Luís XV e da corte de Versalhes. Baron James de Rothschild adquire o Château Lafite em oito de agosto 1868, mas falece apenas três meses depois da compra, deixando a propriedade para seus filhos Alphonse, Gustave e Edmond. A vinícola não passou imune pela grande praga de filoxera, sendo também afeta por focos de míldio. Durante a Segunda Guerra Mundial e a ocupação alemã de Médoc, a família Rothschild tem suas propriedades confiscadas, recuperando controle apenas em 1945. Segue-se então um período de reconstrução nas mãos do Baron Elie de Rothschild, produzindo um série de vintages excepcionais em 1945, 1947 e 1949. Hoje, Domaines Barons de Rothschild (Lafite) continua sua longa história de produção de rótulos extraordinários, com muitos vintages conquistando preços impressionantes em leilões ao redor do mundo.

whatsapp-chat
Converse conosco
Atendimento de seg à sexta das 10h às 18h30. Sábados das 10h às 16h.