Barbera

Barbera

Apresentação

BARBERA

Considerada uma uva menor quando comparada a sua conterrânea Nebbiolo, a uva Barbera deu a volta por cima nas últimas décadas, despontando como uma “boa compra” entre os vinhos tintos do Piemonte, no noroeste da Itália. Um dos responsáveis por revelar o potencial da Barbera em gerar vinhos distintos e atraentes foi a vinícola Coppo, fundada em 1892, que apostou seriamente nessa cepa, plantando-a nos terrenos adequados, com boa exposição solar. A verdade é que, em geral, os produtores do Piemonte acabam dedicando suas melhores vinhas à Nebbiolo, que é a grande estrela da região. Mas há alguns produtores “contracorrente” que privilegiam a Barbera e, assim, garantem diversidade aos amantes de vinho.

A Barbera resulta em vinhos intensos em cor, com acidez marcante, corpo leve e pobres em taninos. Vigorosa, a Barbera exige um trabalho minucioso no campo com foco em baixa produtividade para conseguir maior concentração frutada nos seus vinhos. E, na elaboração, submeter o vinho ao envelhecimento em barricas de carvalho francês tem sido um dos segredos para agregar complexidade, ajudando a reforçar a dose de taninos nos tintos de Barbera.

 

Os Aromas e Sabores dos Vinhos Tintos de Barbera

Frutas pretas, como cereja, ameixa e mirtilo; frutas secas e notas de flores, além de um toque de amargor, traduzem a essência desses vinhos, que podem ganhar outros aromas e mais estrutura com a maturação em barricas francesas. Os vinhos Barbera devem ser consumidos jovens, sendo boas opções para quem busca tintos italianos de bom preço-qualidade.

Dependendo da subregião no Piemonte na qual a Barbera é cultivada, seu vinho recebe a identificação: Barbera d’Alba, Barbera d’Aosta, Barbera d’Asti ou Barbera del Monferrato.

Além-Piemonte

A Barbera também é cultivada na Lombardia, nas regiões do centro da Itália, na Puglia e na Sardenha. Produtores da Califórnia, Argentina, Austrália e África do Sul também se aventuraram a cultivar essa uva italiana. Fique de olho!

Harmonizações Para os Vinhos Tintos de Barbera

Alta acidez, corpo leve e taninos imperceptíveis fazem dos tintos Barbera muito versáteis à mesa. Carnes vermelhas, risotos, pratos condimentados com ervas e cogumelos e queijo azul (gorgonzola, roquefort) são as melhores pedidas.

Produtos que utilizam Barbera